A primeira cirurgia cerebral profunda do mundo usando a hipnose cura um paciente idoso2 minutos de leitura

Médicos alemães realizam  procedimento de estimulação cerebral profunda para curar mãos trêmulas severas de paciente de 73 anos, usando hipnose em vez de anestésico para controlar a dor do paciente.

No procedimento, as regiões do cérebro responsáveis ​​pelo tremor foram estimuladas eletricamente, fazendo com que o tremor fosse efetivamente suprimido para que o paciente, por exemplo, coma e escreva novamente sem perturbações.

Como eletrodos finos são implantados diretamente no fundo do cérebro, eles são frequentemente chamados de “pacemakers cerebrais”.

O Hospital Universitário de Jena, no Estado de Turingia

 

A paciente de 73 anos, de Thuringia, na Alemanha, não havia alcançado melhora nos tremores com medicação, mas agora está satisfeita com o resultado da operação de seis horas feita pela equipe do Hospital Universitário de Jena.

Depois que os eletrodos são colocados na área cerebral afetada, os pacientes são acordados e se verifica se o tremor foi suprimido.

Normalmente, tais intervenções médicas são realizadas com anestesia, mas o efeito sedativo “pode ​​levar a resultados distorcidos”, disse o Dr. Rupert Reichart, chefe do departamento de neurocirurgia. “Sob hipnose, não há tais efeitos colaterais da anestesia. Esta é uma enorme vantagem para verificar se a ativação dos eletrodos foi bem sucedida”.

Para garantir a segurança da paciente durante a cirurgia, uma equipe de anestesistas esteve de prontidão para agir caso fosse necessário.

A clínica é um dos poucos centros na Alemanha que oferece estimulação cerebral profunda, realizando cerca de doze dessas operações por ano.

 

Dr. Rupert Reichart

 

O Dr. Reichart realizou a hipnose durante o procedimento e manteve a paciente em transe durante toda a operação, enquanto o colega, Dr. Walter, realizou o procedimento.

Outro médico, Tino Prell, monitorou o sucesso do procedimento durante a operação e depois de a paciente (não nomeada nos relatórios de hipnose) ter sido despertada.

Segundo dr. Preel, “este procedimento permite uma verificação até agora sem precedentes sobre o efeito da estimulação cerebral profunda e, consequentemente,  uma instalação de eletrodo claramente melhor e mais bem direcionada do que nos procedimentos usuais sob narcose”.

O Dr. Reichart enfatizou que a hipnose “não tem nada a ver com esoterismo ou truques de mágicos de TV. “Claro, esse método não pode ser usado com todos os pacientes, mas os pacientes que não toleram a anestesia, por exemplo, podem se beneficiar disso – se quiserem se submeter ao processo”.

O Dr. Reichart adquiriu os conhecimentos necessários em hipnose médica na Universidade Médica de Viena e é um dos poucos neurocirurgiões na Alemanha com essa qualificação adicional.

Fonte: http://www.mirror.co.uk/news/world-news/worlds-first-deep-brain-surgery-9596821

outros Artigos

Hey,
o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

november

22nov(nov 22)9:00 am24(nov 24)6:00 pmFormação Internacional Hipnose Não Verbalem Lisboa

29nov01decFormação Internacional Hipnose Não Verbalem São Paulo

X