JUNTE-SE A MAIS DE 50.000 PESSOAS

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Saiba Como Funciona a Hipnose em Crianças

Play
Saiba Como Funciona a Hipnose em Crianças
4.4 (88%) 5 votos

Os distúrbios emocionais são vistos frequentemente em crianças. Frustrações sem explicação, insatisfação, entre outros, são problemas que antes eram próprios dos adultos, mas que agora também passam a fazer parte do mundo infantil. Por conta disso, um dos tratamentos que podem ser oferecidos nesse momento é a hipnose em crianças.

Essa já é uma técnica bastante utilizada em jovens e adultos, e tem mostrado bons resultados. Entretanto, as crianças possuem seus diferenciais e suas sutilezas, portanto, o processo de hipnose deve ser diferenciado e realizado com as particularidades próprias da idade do paciente. Quer entender melhor como funciona a hipnose em crianças? Continue lendo o post!

Qual é a base da hipnose em crianças?

Como qualquer outro processo de tratamento, a hipnose clínica, independentemente da faixa etária do paciente, busca intervir em seus processos psicológicos na tentativa de equilibra-los com sua vida e história. O transe hipnótico acontece a medida que passamos da comunicação cerebral através da onda beta, de alta intensidade, para as ondas theta, mais lentas. Assim, experimentamos mudanças perceptivas e fisiológicas, por exemplo: nossos olhos vibram, a respiração fica mais rítmica, o corpo relaxado e o tempo distorcido. Curiosamente, crianças e animais tendem já residir nas ondas theta, sendo mais intuitivos e emocionais.

Essa vivência diferenciada das crianças, que sentem tudo de uma forma mais lúdica, tende a direcionar o atendimento em baixinhos para linhas mais pessoais e conversacionais. Incentivando não o resgate de sensações já conhecidas e bem definidas pelos adultos mas sim a elasticidade da imaginação.

LEIA:  [Infográfico] O que acontece quando você diz uma mentira?

A Hipnoterapia e quando começar

hipnose em crianças Hipnose em Crianças: De 6 a 12 anos já é possível estabelecer uma comunicação mais eficiente com a criança.

A hipnoterapia é uma ótima técnica para se usar nesse grupo. Hipnólogos coincidem na opinião de que partir dos 6 anos de idade já possível usar hipnose em crianças, que será recebida e realizada com muita facilidade tendo um excelente prognóstico. A limitação da idade acontece por dois motivos principais: a baixa capacidade de concentração e percepção da realidade. Acontece que a hipnose se utiliza da linguagem para criação de novas realidades e assim, contenção daquelas criadas pelo sujeito que ferem o subconsciente causando os “transtornos” psicológicos que atrapalham o desenvolvimento “normal” da sua vida.

Como os mais novos que 6 anos ainda não conseguem verbalizar com precisão, expor a sua angústia de forma coerente, nem têm a capacidade cognitiva desenvolvida a ponto de estabelecer relações de causa e consequência para aquele fenômeno, recomenda-se esse teto de idade. De 6 a 12 anos já é possível estabelecer uma comunicação mais eficiente com a criança. Assim incentivando-o com metáforas até alcançar o “X” da questão. A partir daí, com a hipnose em crianças, os resultados aparecem em um menor espaço de tempo.

Hipnoterapia com a técnica Ericksoniana

Na hipnose ericksoniana, o hipnólogo trabalha com a imaginação dos pequenos, criando metáforas enquanto o paciente está em transe. Assim, através da conversa, é possível reprogramar alguns pensamentos que atrapalham o dia a dia das crianças. Essa técnica, seja em adultos ou crianças, utiliza alguns princípios básicos. Eles se tornam-a a melhor indicação para a hipnose em crianças justamente por serem muito cuidadosos com o paciente. São eles:

  • Tratamento especializado, sempre individualizado, buscando agregar conceitos presentes da vida do indivíduo;
  • Orientação para os objetivos específicos, cuidando para que aja eficácia na busca do “comportamento ideal” sugerido pelo paciente;
  • Uso de metáforas para motivar o paciente, deixando que a sua mente crie as soluções para problemas que ela mesma criou;
  • Redefinir o problema colocando-o de uma forma diferente, e assim atingindo a ressignificação do sentimento e atitude atrelada.
LEIA:  Terapia de Vidas Passadas: O que é, Como Surgiu e Pra Que Serve?

Hipnopedia

Embora seja pouco científica, há quem utilize outras abordagens como a hipnopedia. Ela é um tipo de terapia na qual o tratamento acontece durante o sono da criança. Para isso, o profissional especialista deve passar um pequeno texto para os pais que eles devem ler para os filhos depois que pegam no sono. Essa técnica é normalmente utilizada como um complemento de uma outra terapia.

Em quais casos a hipnose é indicada?

hipnose em crianças
Hipnose em Crianças: Alguns sinais que devem ser observados na criança e que precisam de atenção caso se tornem muito constantes.

Quando as crianças são levadas ao terapeuta, na maioria das vezes, o motivo é algum tipo de comportamento prejudicial. Acontece que os baixinhos não têm sua relação de causa e consequência dos atos bem desenvolvidas. Desse modo, por sofrerem grande influencia e serem o centro das expectativas dos pais, o risco de desenvolvimento de “transtornos” é grande. Situações que seriam simples, como quebrar um copo, podem ser considerados desastres na vida da criança. Assim como o não suprimento de necessidades básicas como atenção e proteção são maléficos. São muitas possibilidades de que essa relação tão frágil seja abalada em algum momento. Chega um ponto em que a criança não consegue mais lidar com esses sentimentos desconhecidos… O que acaba gerando comportamentos negativos. Os sinais de que talvez algo não esteja ocorrendo como esperado com o seu filho são:

Falta de Concentração 

Seja por parecer aéreo ou muito agitado, essa falta de concentração, na maioria das vezes, indica uma necessidade de expurgar algum sentimento inquietante. Observe se nas aulas ou nas brincadeiras seu filho parece mais agitado do que os demais.

Comportamentos Ansiosos

Xixi na cama com frequência, unhas roídas constantemente, problemas para dormir… Esses comportamentos podem indicar falta de suprimento nas necessidades de atenção. Assim como, podem indicar a ansiedade perante algum acontecimento difícil, os sintomas sempre estão ligados a uma razão.

LEIA:  6 sintomas de depressão que você não deve ignorar

Baixa autoestima

Por estarem sempre sob a expectativa dos pais, em busca de aprovação, pode surgir uma baixa autoestima visível nos pequenos.  Essa baixa autoestima pode estar relacionada com algum fator social, como o bullying. Aspecto que o profissional de hipnose em crianças também está preparado para identificar.

Medo Excessivo

Como já explicado, a infância é um momento difícil. A perspectiva infantil confere grandes dimensões para fatos rotineiros, e isso é um problema para o senso de proteção do subconsciente. Pequenos acontecimentos podem representar traumas e dificuldades para a criança e acompanhá-la durante toda a vida. Até mesmo um medo que é da mãe ou do pai, como o da chuva, por exemplo, pode se manifestar no pequeno, tamanha é a influência que ele sofre.

É certo que esses comportamentos podem acontecer por milhares de outros motivos que não os listados acima. Mas são alguns sinais que devem ser observados na criança e que precisam de atenção caso se tornem muito constantes.

O que se esperar desse tratamento?

Utilizar a hipnose em crianças nos consultórios é uma forma mais fácil de fazer com que elas construam novas habilidades ou amplifiquem e aperfeiçoem as que já existem, mas que ainda não se mostram com facilidade. O importante é adequar o comportamento para o mundo real, criando comportamentos e percepções que influenciem de forma direta o dia a dia da criança.

Quer aprender um pouco mais sobre a hipnoterapia? Então assine a nossa newsletter e receba diversas novidades acerca desse assunto!

Esse texto representa um material didático que tem como único objetivo levar informação a possíveis formadores de opinião e responsáveis pela saúde mental e física das pessoas. Comportamentos prejudiciais como esse são assuntos de saúde pública e devem ser tratados como tal, com a seriedade necessária para que consigam ser identificados por pessoas capacitadas. Se você está precisando de ajuda ou se conhece alguém que queira ajudar, procure um profissional qualificado em sua região. Em caso de urgência e risco de vida, o Centro de Valorização da Vida (CVV) fornece atendimentos rápidos pelo site www.cvv.org.br e telefone, discando 141. Buscar ajuda é sempre a melhor opção.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

PRÓXIMOS

dezembro 2018

01dez9:00 am02(dez 2)8:00 pmHipnose Clínica & Regressãoem São Paulo9:00 am - 8:00 pm (2) Professor:Guilherme Alves

07dez(dez 7)9:00 am09(dez 9)6:00 pmMasterClass com Alberto Dell'Isolaem Porto Alegre9:00 am - 6:00 pm (9)

08dez(dez 8)9:00 am09(dez 9)8:00 pmHipnose Clínica & Regressãono Rio de Janeiro9:00 am - 8:00 pm (9) Professor:Guilherme Alves

15dez(dez 15)9:00 am16(dez 16)8:00 pmHipnose Clínica & Regressãoem Brasília9:00 am - 8:00 pm (16) Professor:Guilherme Alves

últimos

JUNTE-SE A MAIS DE 50.000 PESSOAS

ENTRE PARA NOSSA LISTA

e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Feito com por Let’sRocket

>

Pin It on Pinterest

X