JUNTE-SE A MAIS DE 50.000 PESSOAS

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Hipnose para Gagueira: Tudo que você precisa saber sobre o assunto

hipnose para gagueira
Hipnose para Gagueira: Tudo que você precisa saber sobre o assunto
3.9 (77.33%) 15 votos

Como um hipnotizador, aplicar técnicas de hipnose para gagueira? A resposta pra isso é simples: sim! Esse texto vai te dar o passo a passo de como fazer isso e porque é possível, acompanhe!

Antes que você possa ajudar alguém a superar a gagueira, você precisará saber de fatos. Você precisará investigar e ter respostas para todas perguntas que vão surgir posteriormente, para não ter dúvidas com o que está lidando. Como todas pessoas que procuram por sua ajuda, alguém com gagueira terá uma história. Assim, eles terão muitas razoes possíveis do porquê de eles estarem sofrendo desta condição, e seu trabalho é tentar descobrir que razões são estas.

Para dar a eles a ajuda de que precisam, você terá que começar desde o início.

Aprenda mais sobre hipnose para gagueira

Existem vários tipos de gagueira… Pois isso quando alguém te procurar, em um primeiro momento, você não vai saber exatamente de que tipo de gagueira tratará. Será uma gagueira neurológica? Psicológica? Ou uma combinação das duas?

Normalmente você não será capaz de identificar isso sozinho, mesmo se fizer muitas perguntas, e tudo bem. Isso acontece pois a única forma de descobrir é pedindo para a pessoa fazer um check-up médico. Se não tiver feito ainda, marque outra consulta e os convença de fazer um check-up com um médico antes de voltar no seu consultório. Mas pode ser que não… Então, se eles tiverem feito algum antes de vir até você, você estará seguro para continuar o tratamento, sem problemas.

Você não precisa dar muitas explicações ao pedir isso, realizar o tratamento após uma consulta médica é a coisa mais segura a se fazer. Uma vez que o seu cliente tenha sido diagnosticado por um médico você já pode conseguir informações muito úteis sobre o caso. Logo, o primeiro passo é descobrir:

  • O paciente já questionou algum médico sobre isto?
  • O médico em questão diagnosticou como gagueira neurofágica ou psicológica?

Se eles tiverem ido ao médico, então há chances de lhes darem informações confiáveis. Da mesma forma, se eles tiverem ido a um fonoaudiólogo, eles saberão o que está acontecendo com sua fala, pelo menos no nível físico.

Fonoaudiólogos fazem um trabalho maravilhoso, e em muitos casos são capazes de ajudar pessoas a superar problemas na fala sozinhos. Porém, terapeutas da fala lidam com pessoas no nível consciente, e algumas vezes os problemas vão além disso, eles estão carregados com o papel do subconsciente. Assim, esse problema de gagueira pode mais muito mais uma trava da mente do sujeito do que do seu corpo.

As duas possíveis causas da gagueira

Falando de forma geral, gagueira pode ocorrer como resultado da ocorrência de problema neurológicos, tais quais como dano cerebral, acidente de carro, uma séria queda ou algo similar ou “problemas” psicológicos que frequentemente estão associados com alguma situação que ocorreu na infância. Essa segunda causa demostra a derivação ou resultado de perturbações ao seu subconsciente, como bullying, abandono, abuso ou algo similar.

LEIA:  101 Maneiras de Lidar Com o Estresse: Lista de um Psicólogo Famoso para Manter uma Mente Calma

A gagueira é, de fato, um problema comum para crianças pequenas. Enquanto aprendem a falar, eles frequentemente tropeçam nas palavras. Algumas vezes tentam falar rápido demais e embolam suas línguas. Mas o mais comum é que crianças superem esse quadro a medida que vão crescendo e aprendem a se comunicar mais efetivamente.

Se seu cliente for gago por razoes neurológicas, você precisará saber se a condição piora em situações com pressão e estresse, porque isso indica que também há um fator psicológico nesse quadro. Porém, se é mais uma questão psicológica, então você terá que investigar os diferentes fatores que podem causar alguma piora.

Hipnose e Gagueira: Por que funciona?

A Hipnose é a ferramenta ideal para ajudar pessoas a lidarem com ou eliminarem a gagueira. Ela é efetiva pois, diferentemente da fonoaudiologia, por exemplo, ela trabalha com o inconsciente. Esse subconsciente está muito mais apto a se relacionar com áreas que envolvem aprender ou reaprender alguma habilidade do que o consciente. E mesmo quando a condição é neurológica, tem sempre um elemento psicológico envolvido. A condição de não se “adequar” à sociedade ou não agir da forma com que é esperado sempre causa um dano psicológico por sermos seres sociais com necessidade de aceitação, por isso a hipnose para gagueira é recomendada.

Descobrindo as raízes da gagueira

hipnose para gagos

Muitas pessoas pensam que seu problema de gagueira é físico, mas é mais provável que seja um trauma psicológico que resulta em algo físico. Por exemplo, pode haver um problema físico como garganta disforme, mas o lado psicológico a torna pior. Mesmo que melhorem, eles continuam gaguejando, porque estas questões psicológicas precisam ser tratadas. Por isso, antes de trabalhar com alguém que tenha gagueira, certifique-se de não fazer nenhuma promessa que não possa cumprir. Para fazer isso, assim que você tiver uma ideia superficial do que pode estar acontecendo com a pessoa, seu próximo trabalho será descobrir outras informações vitais.

Você deve saber:

1. Quando começou?

É possível e muito provável que o que aconteceu quando tudo começou possa estar diretamente ligado com a condição atual. Geralmente a gagueira começa na infância. Quando crianças são provocadas, sofrem bullying, são ignoradas ou vitimizadas de alguma forma, ou mesmo quando não estão sendo ouvidas por figuras importantes como seus pais. Eles tentam dizer algo ou colocar para fora, mas o medo e apreensão que eles sentem causa neles uma mudança no padrão respiratório. É como se estivessem tendo um ataque de pânico. As partes do corpo envolvidas na fala ficam estressadas. Sua respiração fica fora de controle, suas palavras saem fracas, eles se escutam de forma fraca e fraca, e tudo retorna para o corpo, piorando as coisas.

Mais estresse, mais tensão, e menos controle.

2. O que estava acontecendo naquele tempo?

Normalmente há algum evento traumático que causou a gagueira. Pode ser por uma das razoes que falamos lá em cima, como provocação, bullying, ser ignorado, e por aí vai. Ou pode ser outro evento forte que tenha acontecido, como a perda de um ente querido, um sério acidente, o resultado de um abuso ou negligência, uma quebra na união familiar, ou várias outras possibilidades que você pode imaginar.

3. Quando você gagueja?

A resposta para esta pergunta lhe dará uma dica do que pode estar causando a gagueira. Por exemplo, acontece na presença de certas pessoas, como pessoas importantes? Acontece em um determinado contexto, talvez quando estão tentando falar em público? Mesmo em grupos pequenos de pessoas? A gagueira pode acontecer como resultado de problemas psicológicos, a menos que alguma coisa indique o contrário. Se a pessoa estiver consciente sobre a gagueira, eles sentirá ansiedade, preocupação ou ficará envergonhados de sua inabilidade de falar bem. Outro ponto a se considerar pode ser a vergonha do que acham que as pessoas pensam, sentimentos que geram baixa autoestima.

LEIA:  Como trazer a pessoa amada de volta: tire suas dúvidas com a hipnose

4. O que torna sua gagueira pior?

Geralmente a gagueira fica pior em situações de estresse, e tende a diminuir durante situações de conforto e relaxamento. Quanto mais tranquilo alguém se sente, mais a gagueira desaparece naturalmente. Como uma regra, quanto mais estresse a pessoa passa, pior a gagueira fica. Sabendo disso você pode escolher dentre as técnicas de hipnose para gagueira, alguma para relaxamento e tranquilidade, o que vai ajudar a reduzir drasticamente o quadro.

Hipnose para gagueira: 6 técnicas para aliviar ou eliminar sintomas

Vou listar 6 técnicas que você pode usar para aliviar ou até eliminar os sintomas da gagueira.

Regressão

Quando o paciente estiver em transe você pode começar com uma técnica de regressão. Se a gagueira de seu cliente começou quando era criança, você pode leva-lo àquele tempo. Deixe que ele libere a energia vinda da experiência e das limitações que vieram da infância. Talvez ele tenha sofrido bullying, provocações ou foi ignorado. Ele estava com medo e não conseguiu falar, mesmo quando quis assim, a gagueira começou porque ele lutou para tentar falar o que queria. Isso aconteceu quando ele era criança, pequeno, quando tinha pouca força e ainda tinha aprendido muito pouco com o mundo. Mas agora as coisas mudaram. Hoje ele está maior, mais forte, mais esperto e menos vulnerável. Ele não precisa andar com pessoas que fazem bullying ou ser forçado a fazer algo que não quer. Ele pode escolher seus amigos e o que quer fazer sem ter que suportar qualquer situação desconfortável.

Em outras palavras, ele não precisa da gagueira como forma de defesa, pois a situação nem mesmo existe mais.

Linguagem Hipnótica

Você não usa esta linguagem para fazer você parecer inteligente. Não é para isto que serve. Seu propósito é atingir algum objetivo especifico, o que neste caso é: desmistificar desculpas da mente para estar gaguejando. Você faz com que a pessoa se comprometa, levando sua atenção para onde não estava, e aí descobrir o que está acontecendo. O caminho para usar a Linguagem Hipnótica ao lidar com problemas é construir questões cuidadosamente. Aqui está um exemplo de técnica em ação:

Visualização

A imaginação ou visualização pode ser uma boa forma de lidar com a gagueira, a ideia é proporcionar uma experiência para eles que ajudem a aliviar a garganta. Você deve ter visto um filme clássico da década de 60 chamado Viagem Fantástica. No filme, um brilhante cientista desenvolve um coágulo no cérebro. Um time de especialistas em um submarino nuclear são encolhidos e injetados no corpo do cientista, com tempo limitado para achar e reparar o coágulo antes de retornarem ao tamanho normal. Isto é similar à classificação de técnicas de visualização em que um PacMan engole células de câncer por exemplo. Então você pode criar fantasias e metáforas para que a gagueira de seu paciente seja direcionada e aliviada.

Gatilhos hipnóticos

Uma das razões de fazer perguntas ao cliente é para conseguir informações importantes. Se você sabe, por exemplo, que há alguma situação em que eles não gaguejam, então poderá fazer uso de gatilhos hipnóticos. Basicamente você cria os gatilhos para a gagueira e para a não gagueira e aciona as duas. Então os dois gatilhos são acionados ao mesmo tempo até que um se sobreponha ao outro.

LEIA:  A História da Hipnose: Completa em seus detalhes e curiosidades

O braço do sonho

Uma boa técnica de utilizar é a técnica chamada braço do sonho. Essencialmente você vai criar um fenômeno hipnótico, como uma levitação de braço, o que é um fenômeno hipnótico simples de se produzir. Então você vai sugestionar o seguinte:

“Da mesma forma que seu braço levanta, seu inconsciente aprenderá a falar efetivamente sem gaguejar, aprenderá a respirar naturalmente, falar naturalmente, falar de forma confiante, você vai falar de forma suave e fluente, você integrará e internalizará isto para que seja seu modo natural de ser.

É interessante testar a sugestão colocando-os em situações diferentes em que o problema poderia acontecer. E cada vez que eles passarem no teste vão estar se condicionando.

Sugestão pós-hipnótica

Reforce a ideia em cada sessão que a levitação de braço é a mente inconsciente treinando falar livremente. Então você pode pensar em deixar a pessoa com uma sugestão pós-hipnótica. Por exemplo: À noite, especialmente nos períodos de grande estresse, a mente inconsciente pode levitar seu braço e baixa-lo novamente, e assim ele pode sonhar e sentir que a cura se manterá. Mesmo com o risco de ter a condição novamente, você estará criando um gatilho e quando ele estiver dormindo seu braço levantará, isso faz com que a mente inconsciente reforçasse a ideia de cura. É importante você pedir a permissão do cliente antes, além de avisá-lo do gatilho. Se ele for casado e o sua parceira acordar no meio da noite para beber algo ou ir ao banheiro, na volta ela pode assustar vendo o braço da outra pessoa no ar.

Quantas sessões levará?

hipnose para gagueira

Na maioria dos casos você verá alguém que gagueja várias vezes. Use a primeira sessão para atingir a origem do problema, e nas sessões seguintes os ajude a se tornar mais suaves, mais confiantes, a respirar livremente e falar fluentemente. Você pode trabalhar isto com o tempo para que eles vejam o progresso que estão fazendo. Em uma escala de 1-100, pelo menos 1 a 2% das pessoas podem gaguejar de vez em quando. Alguém que gagueja, por outro lado, pode estar entre 60 e 90%. A primeira sessão poderá reduzir para menos de 50% do tempo, aumentando a confiança. Nas sessões seguintes você poderá trabalhar o estresse e a voz, deixando o inconsciente respirar em ciclos ao invés de interromper a respiração. Poderá levar de 3 a 4 sessões para condicionar os ciclos de respiração, o controle do estresse, e os níveis de confiança.

Bônus: Dicas

Você pode adicionar algumas sugestões sobre o estilo de vida do paciente, para que se adapte e suporte não gaguejar ou gaguejar pouco. A chave é reconhecer que gagueira é originada na infância, frequentemente como resultado de algum abuso, negligencia, ignorância, provocações ou algo similar. Uma vez trabalhada qualquer experiência traumática que aconteceu lá atrás, a gagueira tende a aliviar e melhorar bastante ou até sumir completamente. Quando trabalhamos adicionando gatilhos que eles podem usar em situações de estresse, damos mais controle aos clientes. Quando reconhecem os sinais de estresse eles tem a possibilidade de controlar as reações, o que significa também controlar a respiração e, finalmente, sua voz. Assim você dá a eles o controle de toda a situação. Este é outro exemplo do poder da hipnose e suas ilimitadas aplicações como uma força para o bem.

E não deixe de comentar aqui para nos contar sobre qual dessas técnicas chamou mais sua atenção! Já conhecia todas essas possibilidades proporcionadas pela hipnose? Compartilhe suas impressões conosco e participe da conversa!

Esse texto representa um material didático que tem como único objetivo levar informação a possíveis formadores de opinião e responsáveis pela saúde mental e física das pessoas. Comportamentos prejudiciais como esse são assuntos de saúde pública e devem ser tratados como tal, com a seriedade necessária para que consigam ser identificados por pessoas capacitadas. Se você está precisando de ajuda ou se conhece alguém que queira ajudar, procure um profissional qualificado em sua região. Em caso de urgência e risco de vida, o Centro de Valorização da Vida (CVV) fornece atendimentos rápidos pelo site www.cvv.org.br e telefone, discando 141. Buscar ajuda é sempre a melhor opção.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

PRÓXIMOS

dezembro 2018

15dez(dez 15)9:00 am16(dez 16)8:00 pmHipnose Clínica & Regressãoem Brasília9:00 am - 8:00 pm (16) Professor:Guilherme Alves

janeiro 2019

19jan(jan 19)9:00 am20(jan 20)8:00 pmHipnose Clínica & Regressãoem São Paulo9:00 am - 8:00 pm (20) Professor:Guilherme Alves

fevereiro 2019

08fev(fev 8)9:00 am10(fev 10)6:00 pmHipnose Não Verbal com Giancarlo Russoem São Paulo9:00 am - 6:00 pm (10)

últimos

JUNTE-SE A MAIS DE 50.000 PESSOAS

ENTRE PARA NOSSA LISTA

e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Feito com por Let’sRocket

>

Pin It on Pinterest

X