Entenda a Diferença Entre Hipnoterapeuta, Psiquiatra e Psicólogo3 minutos de leitura

Hipnoterapeuta, Psiquiatra ou Psicologo? Você sabe a diferença entre os 3?

Leia o Artigo agora e descubra!

Por serem áreas de atuação que tratam do ser humano, é muito comum que as pessoas confundam os papeis entre o hipnoterapeuta, psiquiatra e psicólogo. Em alguns casos, são profissionais complementares, ou seja: atuam juntos em um mesmo caso, sendo que o paciente faz psicoterapia com o psicólogo, hipnose com o hipnoterapeuta e o tratamento medicamentoso com o psiquiatra.

De forma resumida, podemos entender o psiquiatra como o “médico do corpo e do cérebro”, enquanto o psicólogo é o “médico da alma e da psique” e o hipnoterapeuta um “facilitador” de ambos processos por conseguir acessar diretamente o inconsciente do sujeito ( onde ficam nossas programações ) e poder reprogramá-lo.

Principais diferenças entre psiquiatra, psicólogo e hipnoterapeuta

Psiquiatra

Profissional da medicina que se especializou na psiquiatria, área que trabalha na identificação, diagnóstico e tratamento medicamentoso das patologias mentais. Logo que surgiram, no século 18, os psiquiatras trabalhavam apenas em hospícios. Por isso, muitas pessoas ainda acreditam que o psiquiatra trata pessoas loucas.

O psiquiatra utiliza medicamentos para tratar o adoecimento mental. Seu foco é a identificação de uma desordem mental e a realização do tratamento por meio de ajuste da medicação e acompanhamento do quadro. O principal objetivo dos medicamentos é a redução dos sintomas e a melhora da qualidade de vida do paciente.

A duração do tratamento varia conforme a resposta do paciente e o tipo de patologia, sendo que algumas desordens mentais necessitam de medicação constante. É o caso, por exemplo, da esquizofrenia.

O psicólogo tem formação superior em Psicologia, ciência que estuda os processos mentais (emoções, sentimentos, pensamentos, razão) e o comportamento humano. Ele pode escolher se especializar em alguma abordagem específica, como Terapia Cognitiva Comportamental ou Psicanálise.

Por meio de conversas e técnicas psicoterápicas, este profissional busca identificar as causas que levaram o paciente ao adoecimento mental ou ao comportamento disfuncional.

O psicólogo tem foco no comportamento humano e nos processos mentais, buscando compreender o paciente em sua dimensão biológica, psíquica e social. A partir dessa compreensão, ele sugere formas de promover transformação e proporcionar uma vida mental mais saudável e harmoniosa.

O tratamento geralmente é realizado por meio de encontros semanais, com duração de 50 minutos a 1 hora. A duração do tratamento depende da abordagem e do caso do paciente, variando de meses a anos.

Hipnoterapeuta

O hipnoterapeuta não precisa ter uma formação superior para exercer a função, embora psicólogos e psiquiatras também possam trabalhar como hipnoterapeutas.

Sua ferramenta de trabalho é a Hipnose, que ajuda o profissional a acessar o subconsciente e e trabalhar diretamente lá.  Também, como na psicologia, há diversas abordagens e linhas de terapias que utilizam a hipnose.

Ela se mostra como uma ferramenta altamente eficaz e rápida. O tempo de tratamento varia de acordo com as técnicas utilizas, onde algumas conseguem resultados permanentes entre 1 a 3 sessões, e tem a taxa de sucesso maior que 93% de acordo com a pesquisa de Dr. Alfred A. Barrios. Confira aqui.

Atualmente, além de poder atuar como tratamento coadjuvante em doenças psicológicas e psiquiátricas, o hipnoterapeuta também pode proporcionar autoconhecimento e consciência para que o ser humano aprenda a lidar de uma forma mais leve com as adversidades da vida. Uma pessoa que conhece a si própria melhora a autoestima, a autoconfiança, as relações interpessoais e, consequentemente, a satisfação na vida.

Gostou? Agende uma sessão!

Lembre-se de comentar o que achou desse post aqui em baixo!

Se inscreva na nossa lista VIP de e-mails para receber as novidades do blog em primeira mão!

outros Artigos

Hey,
o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.