Crise de Ansiedade: 4 passos simples para se livrar dela4 min read

JUNTE-SE A MAIS DE 56.000 PESSOAS

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Crise de Ansiedade: 4 passos simples para se livrar dela4 min read
5 (100%) 1 voto

A ansiedade é um mal que acomete grande parte da população em diferentes níveis de intensidade. Esse transtorno tem estado cada vez mais comum na nossa sociedade por causa do estilo de vida constantemente conectado e acelerado que vivemos.

Momentos de crise de ansiedade podem acontecer com qualquer pessoa, inclusive chegando a níveis extremos, gerando síndrome do pânico ou transtorno de ansiedade generalizada.

  • Facebook
  • LinkedIn
  • Gmail
  • Evernote

Inscreva-se para a Newsletter!

JUNTE-SE A MAIS DE 56.000 PESSOAS. Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

envelope

Essas crises surgem de forma abrupta, e são caracterizadas por sintomas como taquicardia, náusea, tremores e medo intenso. São momentos assustadores, e por isso é importante saber como controlá-los.

Veja neste artigo como agir caso você tenha uma crise de ansiedade, como aliviar os sintomas e evitar futuras crises.

1. Controle a respiração

Crise de Ansiedade: 4 passos simples para se livrar dela 1
  • Facebook
  • LinkedIn
  • Gmail
  • Evernote

 

Quando estamos passando por uma crise de ansiedade, começamos a respirar rápido demais, causando hiperventilação. Essa perda de ar do nosso corpo indica que há a necessidade de oxigenar o sangue, para ficarmos atentos à qualquer imprevisto. Porém, em uma crise ansiedade, a parte biológica começa a “disparar” sem motivo, e é aí que começam os problemas.

Nesses casos, é primordial inspirar e expirar lenta e profundamente, a fim de diminuir o estresse e fornecer mais oxigênio ao cérebro, aumentando a concentração. Isso diminui a sensação de asfixia e incapacidade de respirar.

Ao notar que uma crise se aproxima, segure a respiração, coloque uma mão sobre a barriga e a outra sobre o peito e comece a respirar devagar, utilizando o diafragma. Inspire pelo nariz, segure a respiração por três segundos e expire pela boca lentamente. Você deve sentir o abdômen subindo e descendo.

Mantenha esse ritmo de respiração até sentir relaxamento muscular e clareza de pensamento. Saber controlar a sua respiração, além de te oferecer controle em momentos de crise, pode ser muito empoderador. A respiração é a base para qualquer sentimento que temos!

2. Faça relaxamento muscular

Em momentos de crise, temos a tendência de tensionar os músculos como uma forma de defesa. No entanto, isso traz mais estresse e dá a sensação de peso e carga, que só piora a crise de ansiedade. O movimento de tensão libera diversos hormônios que te deixam mais atento!

Fazer o relaxamento muscular no momento da crise faz com que você se desconcentre do foco na ansiedade, além de proporcionar a sensação de leveza e bem-estar ao corpo.

Portanto, depois de controlar a respiração é essencial iniciar o processo de relaxamento muscular. Contraia os músculos por cinco segundos e depois relaxe. Faça esse movimento uma vez com os diferentes grupos musculares do corpo, começando com a cabeça e o pescoço.

É importante relaxar todo o corpo, mas principalmente as áreas mais afetadas pelo estresse, que geralmente são o maxilar, boca, nuca e ombros.

Uma boa dica para começar a treinar esse relaxamento é tentar se concentrar apenas na parte que quer relaxar. Tente fazer isso em outros momentos que não os de crise, dessa forma o exercício se torna um hábito mais fácil de seguir.

3. Concentre-se nos seus sentidos

Durante uma crise de ansiedade, os pensamentos tendem a ficar confusos e é comum que a mente seja inundada por uma série de emoções e sentimentos que dão a sensação de sobrecarga.

Isso acontece pela descarga de adrenalina que ativa nosso sistema nervoso e nos deixa em alerta.

Nesses casos, é importante parar, diminuir o ritmo e processar cada informação individualmente, organizando a mente e minimizando a sensação de alerta causada pela adrenalina. Concentre-se no que é real e nos seus sentidos.

4. Use distrações cognitivas durante uma crise de ansiedade

crise de ansiedade
  • Facebook
  • LinkedIn
  • Gmail
  • Evernote

A melhor forma de sair de uma crise é ocupando a sua mente com diferentes técnicas de distração.

Pense na letra de uma música, recite um poema mentalmente, conte, faça listas… Pense em qualquer distração que afaste sua mente do fator desencadeador da crise de ansiedade. Obrigue-se a fazer esses jogos mentais até se acalmar.

Manter o controle do corpo em uma crise de ansiedade é crucial para que o fator desespero não entre em jogo. É importante lembrar que crise de ansiedade não é confortável para o nosso corpo. Manter-se ansioso durante grandes períodos é um indicativo de sobrecarga de informações e sentimentos, por isso fique atento!

Todos nós vivenciamos momentos de ansiedade na vida. Mas se as crises forem muito frequentes ou intensas, além de seguir as dicas acima para sair da crise de ansiedade, é necessário procurar ajuda profissional para identificar a tratar a raiz do problema. Muitas técnicas podem ajudar, como a terapia, hipnose clínica e meditação.

Você já vivenciou uma crise de ansiedade? Como conseguiu superá-la? Compartilhe sua experiência nos comentários.

JUNTE-SE A MAIS DE 56.000 PESSOAS

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Hey,
o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

PRÓXIMOS EVENTOS

abril

DestaqueAprenda Hipnose do 0 com Alberto Dell'IsolaCURSO ONLINEAno em torno do evento (2019)

junho

21jun(jun 21)2:35 pm23(jun 23)2:35 pmHipnose Não Verbal com Giancarlo Russoem São Paulo2:35 pm - 2:35 pm (23) São Paulo

Últimos Artigos

JUNTE-SE A MAIS DE 56.000 PESSOAS

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Pin It on Pinterest

JUNTE-SE A MAIS DE 56.000 PESSOAS

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

chevron-down
X